Resenha: Conselho de Amiga

3 comentário(s)

“Sei que parece loucura, mas a dor pode ser algo bom. Ela nos coloca em contato conosco mesmos” (Pág. 152).

Leitura fácil, suave, ótima para quem busca momentos de descontração.
Conselho de amiga é um livro sobre jovens. Amizade, família e namoro são os temas principais, mas nem por isso ele deixa de ser indicado a todas as idades. Não apenas porque todos já passamos ou passaremos por essa fase, mas porque sempre é interessante ler sobre momentos divertidos e conturbados, que podem nos trazer lembranças, saudades, até mesmo novos planos.
A escrita de Siobhan Vivian é condizente com sua proposta, o que faz com que o livro seja um bom representante do gênero.
Ruby está completando 16 anos, uma idade especial, e pretende comemorar com a mãe e as melhores amigas: Beth, Maria e Katherine.
Ela ganha uma máquina fotográfica Polaroid de sua mãe, que lhe permitirá registrar ótimos momentos de sua juventude, e fica animada com a chegada das amigas para a comemoração. Porém, seu pai aparece.
Ele abandonara Ruby e sua mãe anos atrás, partindo o coração de ambas, e deixando Ruby magoada e sem respostas para o abandono. Assim, sua aparição repentina não apenas acaba com a festa da jovem, como também traz lembranças dolorosas, que ela teimava em deixar guardadas no fundo da memória.
As amigas parecem querer ajudá-la nesse momento difícil, principalmente Beth, que sempre a escuta e adora dar conselhos. Porém, alguns detalhes e possíveis segredos fazem com que Ruby perceba que talvez não possa confiar tanto em suas amigas.
No meio de toda essa confusão da vida de Ruby, com o aparecimento misterioso do pai e as intrigas entre as quatro amigas, ela ainda tem de lidar com problemas de convivência com a mãe e com um novo garoto que desperta seu interesse.
Confesso que eu acreditava que o romance seria mais explorado na narrativa, mas ele não é o foco da trama, embora Ruby e seu pretendente tenham momentos fofos juntos e nos façam torcer para que tudo fique bem entre eles no final.
Apesar de abordar temas comuns aos jovens, de ter linguagem e narrativa apropriadas e ser uma história agradável de se ler, talvez falte um certo brilho à trama como um todo. No meu ponto de vista, foram tantos os temas abordados, que nenhum deles ganhou o aprofundamento que merecia. Isso não torna o livro ruim, porém, também não permite que ele seja um dos mais inesquecíveis. Ainda assim, fica a indicação de uma leitura rápida e simpática, que talvez não surpreenda, mas que com certeza trará momentos simples e agradáveis na companhia de Ruby e suas amigas.

Trecho: “Estou sentada como um indiano dentro do closet, tentando me proteger do campo minado em que minha vida se transformou. Há pequenos explosivos a meu redor e não sei onde é seguro pisar. Tenho medo de detonar algo. Uma foto, uma joia, a felicidade de alguém. Tudo parece ser perigoso. O closet é um grande contêiner que me protege do ar externo. Estou tentando respirar devagar. Tenho o celular no colo e ele está brincando comigo, me perguntando ‘com quem será que eu poderia conversar sobre aquelas coisas?’ Toca de repente” (Pág. 135).

Informações:
Título: Conselho de Amiga
Autora: Siobhan Vivian
Gênero: Romance, Literatura infantojuvenil
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224

Borboletas azuis:




Agradecimentos à editora Novo Conceito, por ceder o livro para o blog. Saiba mais sobre ele clicando aqui.


3 comentários:

♥Daí$a ♥ disse...

Cara li este livro...e achei uma decepção.Não achei muito boom não.Só bem no final...ficou boom,mas mesmo assim nada surpreendente.
http://vcmaisfashion.blogspot.com.br/

Felipe Santos disse...

Sabe quando você começa a crescer e está num estágio pré-adulto e algumas coisas parecem ser infantis demais, mas ao mesmo tempo que tenta ser maior e mais maduro sente que não está preparado? É assim que me sinto e ao ler o livro, embora ele seja divertido num ponto, ainda achei um pouco que 'não pra minha idade'. Preconceito bobo, mas... O outro título da autora parece mais legal, tentarei ler ele em breve. Abraços, Felipe (A Hora do Livro)

Fernanda - Trilhas Culturais disse...

Eu li e tentei mesmo de verdade, mas não consegui gostar desse livro. E não é porque é adolescente afinal leio outros assim e gosto mas esse...não conquistou mesmo.

Postar um comentário