Resenha - Glimmerglass

5 comentário(s)
Resenha nova, de um livro que é "colega de editora" do meu "Jogando xadrez com os anjos". Trata-se do fofo e mágico "Glimmerglass". Confiram mais essa dica de leitura!


Glimmerglass é uma obra interessante e inovadora sobre magia e realidades paralelas. Com uma linguagem jovem, direta para o público alvo, o livro surpreende pela fluidez da narrativa e pelo misticismo dos mundos que se cruzam.
Dana é uma jovem norte-americana que vive um pesadelo devido aos problemas de alcoolismo que a mãe enfrenta. Ela acaba se tornando a adulta da casa, apesar de ainda ser adolescente, e é sempre constrangida quando a mãe aparece em público – principalmente em seu colégio.
Cansada dessa situação, ela resolve ir viver com seu pai na cidade de Avalon, que fica na Grã-Bretanha.
Porém, se ela tentava escapar de um problema quando saiu de casa, jamais imaginou os desafios que a aguardavam na nova cidade. Acontece que Avalon é uma espécie de encruzilhada, onde nosso mundo e Faerie (mundo mágico) se cruzam, e onde magia e tecnologia coexistem.
Logo em sua chegada a Avalon, Dana já enfrenta problemas e é levada pela tia. Seu pai, que não apareceu para recepcioná-la, havia sido preso e a tia Grace não é exatamente boazinha e logo se revela uma das vilãs da narrativa.
Quem a salva das garras da tia é o feérico Ethan, que ao primeiro olhar já lhe arranca suspiros, e sua excêntrica irmã, Kimber.
E é na companhia deles que Dana descobre o motivo de sua presença causar tanto tumulto em Avalon: ela é uma faeriewalker.

“– São os faeriewalkers – Kimber disse, – porque podem passar livremente entre Avalon e Faerie, ou ir para o mundo mortal, conforme sua escolha (...).
– Você enxergou o que os faeriewalkers chamam de Glimmerglass – a janela que conduz ao mundo mortal e à Faerie ao mesmo tempo” (Pág. 85).

Ethan torna-se mais que seu salvador. Durante a narrativa, o romance é explorado entre ele e Dana, mas, talvez, o rapaz tenha alguns segredos guardados que podem desapontá-la...
Afinal, aparentemente, ela não pode confiar em ninguém em Avalon, uma vez que sua condição extremamente rara e poderosa de faeriewalker a faz objeto de cobiça daqueles que almejam tomar o poder.
O final da obra é satisfatório enquanto primeiro volume de uma trilogia, assim como as tramas a respeito dos dois mundos.
Algumas pequenas explicações desapontam, mas nada que comprometa a série. Pelo contrário, esse primeiro volume traz a sensação de que ainda há muito a ser explorado e de que as possibilidades de tramas para os próximos livros são inúmeras e animadoras.
Os personagens são bem construídos, assim como o clima de suspense. Vemos ainda pouca magia, mas suas bases já estão consolidadas, o que só reforça a sensação de que os caminhos seguidos por Dana serão cada vez mais fantásticos, perigosos e, claro, mágicos para os leitores.
Obs: Preciso chamar a atenção para a arte realizada na capa do livro, cheia de brilhos, além da perfeição das imagens em espelho. É muito bem elaborada e perfeita para a história.


Trecho: “Naquela época, Avalon estava sobre controle mortal, governada pelos reis da Inglaterra. Era uma época de grandes disputas pela Coroa, já que as casas de York e de Lancaster lutavam pelo trono. O período ficou conhecido como Guerra das Rosas, e durou mais de trinta anos. Os feéricos tomaram partido na disputa, os seelie favorecendo os York, e os unseelie, os Lancaster” (Pág. 173).


Informações:
Título: Glimmerglass
Subtítulo: O encontro de dois mundos
Autora: Jenna Black
Gênero: Fantasia, Ficção
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 296

Borboletas azuis:




Agradecimentos à editora Universo dos Livros, por ceder o livro para o blog.



5 comentários:

Viviane disse...

Oi querida!
Que linda e maravilhosa essa resenha. Eu acho que a autora desse livro foi muito criativa ao criar esses mundos. Gostei bastante. Vou esperar a resenha dos próximos. Bjs

Hiro disse...

Você faz parceria? http://memoriesseptember.blogspot.com.br/

Carolina Ribeiro disse...

Não conhecia o livro. Achei lindaaa a capa e adorei a resenha :)

http://autoracarolinaribeiro.blogspot.com.br/

Fabiane Ribeiro disse...

Olá,
que bom que se interessaram pela história, ela é super criativa mesmo!
E a capa é linda, né, Carol? Eu fico babando hehe

Beijos!!!

By Moda e Magia disse...

Amei a resenha esta linda, parabéns, já li esse livro e gostei, mas ainda não li a continuação...

Postar um comentário