Entrevista Internacional - escritora Kat Falls

14 comentário(s)
Especial no blog: Entrevista internacional com a autora norte-americana Kat Falls, de Dark Life

Entrevistada: Kat Falls vive em Evanston, Illinois, EUA, com seu marido, três filhos e vários animais de estimação. Ela ensina roteiro na Northwestern University. Seu romance, Dark Life, foi lançado em dezoito mercados internacionais e está em desenvolvimento cinematográfico pela Disney. Sua sequência foi lançada nos EUA em agosto de 2011. Atualmente, Kat está desenvolvendo uma trilogia de ficção científica, The Fetch, que será publicado pela Scholastic Press no início do outono de 2012.


1. Conte-nos um pouco sobre o início de sua carreira literária.
Eu lembro que há muito tempo conto histórias para mim mesma – um hábito que os professores chamavam de “sonhar acordada”. Eu costumava ter problemas com isso. Eu ficava olhando pela janela, sem prestar atenção no que estava acontecendo ao meu redor, tecendo alguma aventura em minha mente... Na verdade, eu ainda faço isso o tempo todo. No Ensino Fundamental, eu comecei a escrever meus “sonhos acordados” e nunca mais parei.

2. Você sempre quis escrever um livro? Dark Life foi o primeiro?
Dark Life é meu livro publicado. Antes, eu escrevia roteiros. Eu nunca pensei que escreveria um livro para crianças, embora eu tenha três filhos e leia para eles quase todas as noites – geralmente romances infantis. Quando a ideia para Dark Life surgiu, eu estava pesquisando uma ideia para um roteiro, mas como a história se passa sob a água, eu sabia que iria requerer um grande orçamento, então eu decidi escrevê-lo como um romance de aventura para crianças e jovens.

3. Quais são seus autores favoritos?
Muitos, mas para citar alguns: Ira Levin, Ray Bradbury, Nancy Farmer, Jack Finney, Suzanne Collins, Scott Westerfeld e Kenneth Oppel.

4. Como surgiu a ideia para escrever Dark Life? 
A ideia de Dark Life surgiu durante um exercício de escrita. Eu havia estabelecido para mim mesma a tarefa de combinar três tópicos que meu filho amava ler em uma única história – o oceano, desbravadores do velho oeste, e X-men. De repente, o universo da história tomou forma em minha mente e a trama surgiu facilmente então.  

5. Qual personagem de Dark Life é mais especial para você?
Eu amo o Ty porque ele é o garoto desbravador, embora ele viva no oceano e não no velho oeste. O protagonista de 14 anos de um dos meus livros favoritos, Old Yeller (no Brasil, "Meu melhor companheiro"), foi minha inspiração para escrever o Ty. O garoto em Old Yeller tem que caçar com uma arma para garantir alimentação para sua mãe e seu irmão caçula e tem que trabalhar na fazenda da família quando o pai foge em uma carroça. Ele tem que se tornar adulto muito rapidamente, então eu quis que o mesmo fosse verdade para o Ty, embora sua família viva no chão do oceano e ele cace o jantar usando um arpão.  

6. Qual foi a cena mais difícil de escrever?
A cena do clímax, no final da história, é sempre a mais difícil para mim. Eu quero que todos os enredos se amarrem de uma forma que seja dramática, visual e limpa. Como eu nunca quero que o antagonista se explique no final da história, eu tenho que encontrar outras maneiras de soltar as informações sobre o que ele estava fazendo e seus motivos. Eu sempre reescrevo a cena do clímax mais vezes do que qualquer outra... Bem, exceto talvez pela primeira página. Eu reescrevo minhas primeiras páginas incontáveis vezes.

7. Você descreve no livro cenários maravilhosos. Como é esse processo de criação para você?
Eu gosto de me rodear de fotos quando escrevo. Isso me mantém dentro do cenário. Então, eu faço grandes colagens com imagens e as coloco em um cavalete em frente à minha mesa. Eu vou trocando as imagens, dependendo da cena que estou escrevendo. Eu também gosto de deixar um livro aberto na minha mesa: Ocean: The World’s Last Wilderness Revealed. Ele é o meu favorito de todos os livros sobre oceano porque suas imagens são lindas e ele trás informações sobre tudo relacionado ao oceano: geologia subaquática, correntes e ondas, flora e fauna oceânicas... 

8. Você pesquisou muito para escrever o livro?
Muito, eu tinha que me policiar constantemente. Eu usava um livro sobre vida marinha ou pesquisava na internet para encontrar respostas para qualquer pequena indagação, então as respostas surgiam sem que eu notasse. Existe muito para se aprender sobre o oceano e suas maravilhosas criaturas. Mas, respondendo sua pergunta, sim, eu realizei muitas pesquisas – tudo, desde vida e geografia marinhas, até arquitetura subaquática e tecnologias do futuro.

9. Você já andou em um submarino?
Nunca. Também nunca fiz mergulho. Mas eu gostaria de experimentar ambos um dia.

10. Como é sua rotina de escrita?
Eu tenho uma mesa em um quarto extra que transformei em um escritório e eu tento escrever quando meus filhos estão na escola. Entretanto, quando estou trabalho no rascunho inicial, gosto de fugir para a casa de um amigo e escrever o dia todo até tarde da noite para não perder a história.  

11. Como foi o processo de publicação de Dark Life e a parte mais difícil até agora?
Após passar anos escrevendo roteiros que nunca viraram filmes, publicar um livro pareceu uma tarefa mais fácil. Eu aprecio o quanto as pessoas na indústria de publicação infantil são maravilhosas. Sério. Eu apenas tenho encontrado pessoas calorosas e divertidas. A parte mais difícil foi realmente escrever o livro.

12. Conte-nos um pouco sobre o próximo livro.
A sequência, Rip Tide (ainda sem título no Brasil), foi lançada nos EUA no verão passado. Começa quando os pais do Ty são sequestrados por um grupo de moradores selvagens do oceano, conhecidos como “surfs”. Para resgatá-los, Ty e Gemma viajam para fora do Território Bêntico e tentam fazer desesperadamente uma aliança com a Gangue Calamar. Eu gosto de pensar nessa sequência como “Os pesquisadores do oceano”, que se refere a um antigo livro – de John Wayne – que eu adoro.

13. Dark Life será adaptado para o cinema. Como foi isso para você? O que podemos esperar?
Quando eu decidi escrever Dark Life como um livro para crianças e jovens, foi uma forma de me despedir de meu trabalho de roteirista. Então, pareceu uma ironia quando o Gotham Group optou pelo Dark Life antes mesmo de ele ser publicado e então fecharam acordo com a Disney e o diretor vencedor do Oscar, Robert Zemeckis, foi escolhido. Irônico e emocionante!

14. Deixe uma mensagem para os leitores no Brasil.
Estou muito feliz que Dark Life tenha sido traduzido para o português. Gosto especialmente do som de seu título traduzido: "Vida Abissal". Espero que vocês gostem!

Conheça o site do livro: aqui.

Twitter da Kat Falls: @Katf77

Leia aqui a resenha que fiz de Dark Life.

Atenção: Devido a parceria do blog Reino Xadrez com a editora Ciranda de Letras ( que publicou Dark Life no Brasil), estamos realizando um concurso. O vencedor ganhará um exemplar do livro de Kat Falls! Corra, o concurso se encerra dia 20/11/11. Clique aqui para participar.  

14 comentários:

Erica disse...

Menina! Que entrevista legal!

Fabiane Ribeiro disse...

Oi Erica! Obrigada! Ela é muito simpática, tbm adorei fazer a entrevista!

Viviane disse...

Escritora promissora a Kat Falls, muito simpática, e promete sucesso assim como seu livro.

Estou louca para ler

J.F Silva disse...

Ah que lindooo Fabi, eu a adorei! Ela parece ser tão simpática!

Parabéns pela entrevista!

Fabiane Ribeiro disse...

Realmente, Ju!
Fico feliz que tenham gostado da autora e da entrevista!

Rafael Fernandes disse...

Como você é VIP. Entrevista internacional, gostei da autora, muito simpática. rs

Guilherme disse...

Ficou show de bola a entrevista a autora é muito simpática e nos deu respostas simples e direta ^^

Maristela G Rezende disse...

Entrevista muito boa. Gostei mesmo. Muito simpática.

Tamires Cipriano disse...

Nossa muito boa,autora ótim,acho ´timo estas entrevista para conecer mais o autor!
Pode virar reporter ein rsrs!

Jessica disse...

eu ja liu um livro dela e é otima autora

Michela Delgado disse...

Amei a entrevista, a autora foi muito simpática, repondeu todas as perguntas com detalhes preciosos para conhecermos melhor a escolha de seu livro.
Muito bom

Parabéns

Tabata Gomes disse...

Super legal!! Adorei a parte que ela fala que a Suzanne Collins é uma de suas autoras favoritas, também adoro!!!

Geane Magda disse...

Opa!! X-men!! Já gostei dela! kkkk Ótima entrevista querida, parabéns! Bjos!

LineBooks disse...

Adorei como ela criou a história, X-men inspirou já sou fã!

Agora, sinceramente prefiro o titulo em inglês, "Vida Abissal" o que é isso? Kat você quis ser legal com gente por amar o título do livro em português, desculpe! Não.

Minha opinião, prefiro o titulo em Inglês, dá mais ênfase história!

Postar um comentário