Resenha: A cidade dos segredos

4 comentário(s)

“As silhuetas deslizam para a frente, formando um círculo ao meu redor. Suas máscaras projetam sombras cintilantes e grotescas” (Pág. 75).

A cidade dos segredos foi uma ótima surpresa para mim. Não sabia o que esperar da trama, e acabei encontrando uma leitura bastante agradável e criativa. Não apenas pela história, mas também pela bela ambientação na Veneza do passado.
A jovem Laura havia sido enviada para um convento após a morte de sua mãe. Seu pai, apesar de já ter sido um homem abastado, agora enfrenta problemas financeiros, e, portanto, poderia bancar as despesas do casamento de apenas uma das filhas. Assim, a irmã mais velha, Beatrice, continua morando na casa da família, enquanto Laura vai para o convento.
A história começa justamente quando já se passaram alguns anos que Laura está enclausurada, e então recebe a notícia de que irá sair do convento e voltar a viver com a família. Animada com a possibilidade de rever a irmã querida, Laura se vê numa situação difícil quando chega em casa e descobre que a irmã está morta.
Como se não bastasse, devido aos problemas sociais e financeiros de seu pai, ela terá de se casar com o noivo da falecida irmã, um idoso, chamado Vincenzo.
Assim, a vida de Laura muda drasticamente. Entre a tristeza pela morte de Beatrice e o desespero pelo casamento iminente com Vincenzo, ela tem que ir a festas com seu pai e aprender a se comportar perante a sociedade da época. Isso tudo depois de passar anos em um convento onde era conhecida como “A Muda”.
Mas a ajuda chega até à jovem de uma forma misteriosa e, possivelmente, perigosa. Um grupo de mulheres mascaradas, que se reúne nas sombras das noites venezianas, oferece-lhe ajuda para se livrar do casamento com Vincenzo a troco de um segredo. Laura talvez possua um segredo a respeito de uma das pessoas mais importantes da cidade. Além disso, entrar para a Segreta pode ser perigoso, mas talvez seja necessário para Laura, não apenas para se livrar de Vincenzo, mas também porque a morte de sua irmã parece ter sido, na verdade, um assassinato.
O livro é encantador, jovial e tem algumas reviravoltas interessantes. Possui mistérios na medida certa e também um romance bem construído, que com certeza será ainda mais desenvolvido nos próximos volumes da série.
A narrativa em primeira pessoa, realizada por Laura, é interessante para demonstrar suas aflições e desconfianças, além de seus sentimentos por um jovem pintor. Estou bastante ansiosa pela continuação, pois realmente me encantei com essa história de segredos, máscaras, traições e amores.

Trecho: “– Estamos em busca de algo mais precioso e mais poderoso do que moedas ou joias.
– O que a senhora quer dizer com isso? – pergunto.
– Ora – ela diz, alongando a sílaba da palavra –, estamos em busca de um segredo.
As mulheres se aproximam ainda mais de mim, como uma alcateia faminta. Não há qualquer espaço entre seus corpos encapuzados. Seus olhos cintilam sob as máscaras, e me pergunto o que elas farão se eu não puder entregar o que querem. Um segredo? Há anos que não faço outra coisa além de costurar, orar e cantar. Vasculho minha mente à procura de algo que ninguém mais saiba” (Pág. 78).

Informações:
Título: A cidade dos segredos
Autora: Sasha Gould
Gênero: Romance, Suspense
Editora: Novo Conceito
Páginas: 256

Borboletas azuis:




Agradecimentos à editora Novo Conceito, por ceder o livro para o blog. Saiba mais sobre ele clicando aqui.

4 comentários:

Fabrica dos Convites disse...

Oi Fabiane, eu no início achei o livro um pouco chato, mas acabei me envolvendo com o enredo e adorei a forma com que terminou. Agora estou ansiosa pela continuação.
Bjs, Rose.

Fabiane Ribeiro disse...

Oi Rose!
Obrigada pelo comentário!
Eu confesso que fui fisgada por esse livro desde o início. Acho q a escrita da autora, a ambientação e as personagens me conquistaram de cara hehe. Que bom que ao longo da leitura vc também foi conquistada. Espero que o livro 2 seja ainda melhor.
Bjoss
:D

Felipe Santos disse...

Fabi! Como andas? Fiquei mega feliz com a sua visita ao meu blog. De verdade. Não sei se sabes, mas possuo uma grande admiração pelo seu trabalho e pela sua forma cativante de ser uma escritora nacional. Nos momentos em que penso que deveria escrever mais, tenho você como inspiração. Não se assuste. Nada muito maluco, não? Não me esqueci de ler seu último livro, só ando meio desmotivado por mim mesmo a ler qualquer coisa. Mas sei que meus problemas pessoais não deveriam intervir nisso. Talvez ai que eu precise mesmo ler seu livro novo ou reler o incrível 'Corações em Fase Terminal', pois o meu está quase nessa situação.

Bem, quanto a resenha. Adorável. Fiquei curioso quando recebi o livro e já tive uma boa impressão dele ao ler a palavra segredo no título. Preciso me aventurar mais nas leituras e esse pode ser uma boa. Obrigado de verdade por tudo e sucesso! Lerei seu livro como prioridade e logo posto minha opinião no blog. Beijos e boa semana! - Felipe (A Hora do Livro)

Fabiane Ribeiro disse...

Oi Felipe!!Td bem?
Puxa, eu que fiquei feliz com sua visita e com um recado tão amável. Seu blog foi um dos primeiros que fiz parceria, e, portanto, 1 dos primeiros a abrir espaço para meu trabalho de escritora, divulgando e apoiando, e jamais me esquecerei disso :) Além de seu carinho quando foi me prestigiar na Bienal.
Obrigada pelas palavras gentis, desejo que essa fase não muito legal pela qual vc está passando termine o mais rápido possível.
Um grande beijo!
Fabi

Postar um comentário