Resenha: Garota Replay

16 comentário(s)

Garota Replay foi um livro que me deixou com o coração partido quando virei a última página. O motivo? Simples. A história tem um imenso potencial, porém, não foi aproveitado.
Thizi, uma carioca de vinte anos, está passando por momentos difíceis em sua vida. Os pais cada vez mais ausentes e as traições do namorado não são tudo. Ela ainda virou alvo de fofoca da galera e, além disso, decide romper o namoro com Tadeu, o problema é que, após ser fotografado traindo-a e ter agredido seu melhor amigo em uma boate, o rapaz sofreu um acidente e está em estado grave no hospital. Em meio a todas essas situações conflitantes, Thizi ainda tem de suportar o gelo que Tito, seu melhor amigo, está lhe dando; ela sente-se mais sozinha que nunca, uma vez que ele sempre estivera ao seu lado em todos os momentos.
E assim, resolvendo sair para esfriar a cabeça (e passear com o carro novo), Thizi acaba indo a uma boate sozinha e deparando-se com ela mesma! Enquanto desanimada e pensativa, sua “replay” estava toda animada na pista de dança!
Era ela mesma em uma versão mais agitada, destemida e que ainda teve a coragem de lhe insultar.
O encontro “consigo mesma” torna a acontecer em outras ocasiões, levando Thizi a refletir sobre a própria vida, sobre o rumo que tudo tomou devido a suas escolhas e atitudes e, acima de tudo, sobre os sentimos que lhe atormentam.
Acredito que a história realmente tenha muito potencial e que toda a trama poderia levar o leitor a uma grande reflexão. Mas a falta de desenvolvimento e profundidade e a linguagem utilizada acabam tornando o livro raso e, infelizmente, uma história que teria tudo para ser excelente, acaba não sendo. Mesmo tendo como foco o público adolescente (a personagem tem vinte anos, mas apenas um público ainda mais jovem irá se identificar com ela), a história poderia ter sido mais bem aproveitada, para que a mensagem (que, com certeza, tem muitos méritos) fosse passada de forma mais significativa. Além disso, não achei o final surpreendente, apesar de claramente ter sido essa a intenção. Ele foi apenas satisfatório.
Portanto, fica aqui minha indicação para o público mais jovem, de uma leitura boa, mas não surpreendente e que poderia ter sido mais impactante, contudo, não deixa de ter seu charme e seu propósito, tornando-se uma obra que, de fato, divide opiniões.

Trecho: “Sentei no carro novo, com o astral completamente diferente de quando cheguei à boate. Tinha ficado cara a cara com uma garota que, sem dúvida, carregava segredos meus. Uma cena estranha, nem com cem anos eu esqueceria. Como eu a encontraria novamente? O que mudaria? Meu futuro daria no mesmo lugar? Seria difícil acordar no dia seguinte como se nada tivesse acontecido”. (Pág. 27)


Informações:
Título: Garota Replay
Subtítulo: O que você faria se encontrasse você mesma?
Autora: Tammy Luciano
Gênero: Ficção, Romance
Editora: Novo Conceito 
Páginas: 144

Borboletas azuis:




Agradecimentos à editora Novo Conceito, por ceder o livro para o blog. Saiba mais sobre ele clicando aqui.


16 comentários:

Millena Bezerra disse...

Fabi, comparando aos seus livros, realmente podemos dizer que Garota replay não é muito profundo, mas porque você se prende mais a uma temática espiritual e a Tammy Luciano não quis transmitir nada disso ao leitor.
Acho que você confundiu um pouco o que ela quis transmitir com o que você queria que ela transmitisse.

Eu achei o livro bastante interessante e inovador para a mesmice que está se tornando o universo fantástico.

www.amorporclassico.com

Lah Lacerda disse...

Olá, adorei seu blog! Amo ler e vou adorar ler sobre livros aqui!
Beijos ;)

http://eucurtomto.blogspot.com.br/

Sammy disse...

Entre críticas boas e ruins que já li, ainda fico na dúvida como vou me sentir quando ler Garota Replay.

Bjs

www.daimaginacaoaescrita.com

Fabiane Ribeiro disse...

Oiii meus amores!!! Muito obrigada pelos comentários, acho essa troca de informações super importante!

Milla, na verdade, o que eu fundamentei na resenha é que, dentro da proposta criada, o livro poderia ter sido mais bem desenvolvido. Em nenhum momento confundi com os meus próprios livros (que também não agradam a todos). Eu adorei a trama, em si, como disse, mas acho que, dentro dela mesmo, ela acabou se perdendo. A primeira metade do livro é ótima e eu esperava por mais no seu desenrolar. Mas, como eu disse, considerando a própria temática, o próprio público alvo e, claro, a proposta do livro em si, sem compará-lo a nenhum outro (nunca fiz isso em nenhuma de minhas resenhas). Em nenhum momento eu quis que a Tammy fizesse algo parecido com o que faço ou que seguisse a minha linha.

Como eu finalizei a resenha, o livro divide e continuará dividindo opiniões, ele é uma ótima ideia, que poderia ter sido mais bem aproveitado, apenas isso. já vi resenhas muito negativas do livro, mas que não expressaram o motivo com convicção. E tbm vi resenhas super positivas. Mas, com certeza é essa diferença de opiniões que faz com que nós, escritoras, cresçamos profissionalmente.

Um beijo!!!!

Fernanda Souza disse...

Oi Fabi, não se se você viu por aí, mas a Tammy teve que reduzir o número de páginas a pedido da NC, por isso eu acho que poderia sim ter sido mais aprofundado, mas acho que ela conseguiu transmitir brevemente a sua mensagem. Eu gostei bastante da estória e de suas reflexões. Me identifiquei com alguns questionamentos que ela se faz e queria ter a oportunidade de ter passado mais tempo com a leitura.

Beijos
Leitora Incomum

Fabiane Ribeiro disse...

Oii Fer!!
Eu não sabia disso, mas creio que esse tipo de informação não deva ser relevante a construção da resenha. Devemos levar em consideração o produto final.
Tbm me identifiquei em certas passagens e também gostei da história. Minha resenha não foi negativa (se fosse, eu daria 1 borboleta sem dó hehe), apenas ressaltei alguns pontos negativos, sem desmerecer o que mereceu crédito!
Também gostaria que tivesse mais páginas.

Beijinhos!

HONORATO, Sandro disse...

Fabiane :)
Eu li muitas resenhas..mais positivas do que negativas deste livro mas confesso que quero ler pra ter uma opinião própria >.<

Beijos e cuide-se

RIMAS DO PRETO

Fabiane Ribeiro disse...

Oi querido!!!
Isso mesmo!
A minha opinião não bateu com praticamente nenhuma que li, cada um enxerga a história de uma forma!
Leia e depois volte me dizer o que achou!
Um beijo!!!

J.F Silva disse...

Oiiie Fabi!!! Pois é li Garota Replay, dei 5 estrelas porque me surpreendi com o final kk nem fazia ideia daquele final. Também comentei na resenha que queria mais de Thizi e do Tito.

Bejokas!!!

Fabiane Ribeiro disse...

Oiii Ju!!!
Menina, que saudades!!! Como andam seus livros?
Vou lá conferir sua resenha tbm, não sabia que vc tinha feito!
Um beijão!!

Paul Law disse...

Achei sua opinião consciente e crítica, Fabiane. Ainda mais ao analisar a obra de uma autora que tem lá sua fama, ou pelo menos é conhecida por aí. Até eu a conheço ^^'

Não achei ofensivo o que você disse, tampouco desmereceu a obra. Pude compreender sua posição e aceitá-la com tranquilidade. Acho que como leitores esperamos ler opiniões críticas daquilo que pretendemos ler.

Um abraço e sucesso.

Fabiane Ribeiro disse...

Oi Paul!
Obrigada por entender minha posição... foi complicado mas, acima de tudo, levo o blog com seriedade e considero a honestidade nas resenhas fundamental.
Para falar a verdade, eu não conhecia a autora, mas realmente, minha intenção não foi desmerecer a obra e, sim, ressaltar os pontos positivos e negativos, como sempre. Acho tbm que rolou a questão da "química" entre mim e a história, rs...
Um abraço, meu amigo!

Leandro de Lira disse...

Oi!
Gostei tanto de "Garota Replay".
Um livro que me surpreendeu positivamente.
Enfim, amei a resenha.
Abraço...

"Palavras ao Vento..."
www.leandro-de-lira.com

Fabiane Ribeiro disse...

Oiii Leandro!!!
Que bom, fico feliz que tenha gostado do livro e da resenha!
Cabeça aberta é o que importa!! hehee

Beijão!!!

Mark D disse...

Parece ser uma leitura despretensiosa que tende mais a entreter do que mudar nossa vida.

http://bookismydrug.blogspot.com.br/

Fabiane Ribeiro disse...

Oi Mark!
É isso mesmo!
De qualquer forma, vale a pena conferir!
Um beijo!!!

Postar um comentário