Resenha - A Jornada

9 comentário(s)

Livro fofo, simples e belo. Essa três palavras descrevem “A Jornada”, de Erin Moulton.
Dawn, Maple e Beetle são as três filhas dos Rittle, até a chegada da quarta menina, Lily. O que deveria ser um momento mágico torna-se um pesadelo, uma vez que a nova filha nasce prematura e com poucas chances de recuperar-se. Devido a uma lenda contata (e cantada) pela mãe das meninas, as duas filhas mais velhas, Maple (9 anos) e Dawn (11) saem pela floresta em busca da fonte da Mulher Sábia das Montanhas, um monumento do qual, segundo dizem, jorra uma água milagrosa. Pensando ser esse o único meio de garantir que a mais nova irmã sobreviva, as irmãs iniciam sua jornada pela floresta (Dawn estava contrariada a princípio, mas depois se rende à ideia de Maple), onde enfrentam um rio com pedras, um urso, bandidos e outros perigos da mata.
Sempre determinada, Maple é a narradora da história. Algumas vezes, isso torna o livro um pouco infantil, por se tratar da visão de uma criança; entretanto, na maioria das passagens, esse fato deixou a narrativa com uma beleza singular, já que nada parece impossível ou difícil o bastante para a narradora que, tudo o que almeja, é chegar à fonte e pegar a água que salvará a irmã.
O final é surpreendente em alguns pontos, assim como a conclusão da jornada das duas meninas. Mas não esperem um livro com muita adrenalina ou algum suspense. O livro, como dito nas primeiras palavras desta resenha, atinge seu objetivo, ao passar uma lição de amor familiar, não deixando de ter uma narrativa e um enredo bem simples; entretanto, sua mensagem como um todo, é bela; e seu conteúdo é fofo!
Um fato interessante é que a borboleta monarca presente na capa, tornou-se uma importante figura da história, presente em momentos oportunos e sempre trazendo consigo um tom de milagre, magia e união à narrativa; ou seja, tal borboleta é o símbolo perfeito para um livro que quase chega a ser “encantado” e cujo final nos faz pensar nos milagres da vida.

Trecho: “— Chegamos juntas até aqui. Juntas, vamos conseguir escapar também – digo. – A gente tem que conseguir. Não existe outra possibilidade.
Dawn coloca o facho da lanterna sobre o mapa que está em sua mão e sinto as trevas em volta, engolindo-nos. Dawn deve estar sentindo a mesma coisa; sua respiração se acelera.
— Tem que haver alguma estrada aqui por perto – digo-lhe.” (Pág. 152)

Título: A jornada
Sutítulo: A história de quatro irmãs e uma viagem inacreditável
Autora: Erin Moulton
Gênero: Ficção, Romance
Editora: Novo Conceito
Páginas: 200

Borboletas azuis: 



9 comentários:

J.F Silva disse...

O livro realmente é fofo demais! Bela resenha Fabi!!!

Vivi disse...

Parece um livro encantador, que fala de amizade.
Já está na minha lista de leitura

Érica Lopes disse...

A capa é linda!!

É história deve ser ótima, já coloquei esse livro na minha lista desejados!
Beijos

Fabiane Ribeiro disse...

Oi meninas, obrigada por compartilharem suas opiniões...espero que gostem do livro!

Beijos**

Fernanda Souza disse...

Recebi esse livro na semana passada, meu marido está lendo e gostando bastante. Realmente por ser uma história contada por uma criança deve ser infantil em uns pontos, mas pelo que vc descreveu não é nada que prejudique a leitura.
Beijos
@LeitoraIncomum

Fabiane Ribeiro disse...

Oi Fernanda!
É isso mesmo... não prejudica a leitura, faz dela diferente e encantadora! É um livro leve... legal saber que seu marido está lendo! Espero que gostem.

Um beijo!

Suelen disse...

Esse livro parece ser lindo! Já está na minha lista.

Beatriz Nathaly disse...

Gostei tanto da capa desse livro, alias o livro todo é lindo! Sem contar que a história parece ser maravilhosa! Ainda não tive a oportunidade de ler, vontade é o que não falta! rs

Beijinhos - Bia
http://escrevendomundos.blogspot.com

Fabiane Ribeiro disse...

Oi Bia e Suelen!
Espero que tenham a oportunidade de lê-lo em breve!O livro é uma graça, vale a pena!
Beijoss!

Postar um comentário